Ferramenta do Google indispensável ao Departamento de Mídia

Compartilhe:
O Ad Planner é uma ferramenta do Google indispensável ao departamento de mídia de agências de publicidade, uma espécie de “planejador publicitário” que oferece informações sobre páginas acessadas pelo público-alvo que as agências desejam atingir ao criarem uma ação.

É totalmente gratuita e permite: 


- Definir públicos-alvo por informações demográficas e interesses.
- Pesquisar por websites relevantes para seu público-alvo.
- Acessar estatísticas agregadas sobre o número de visitantes únicos, page views e outros dados de milhões de websites de mais de 40 países.
- Criar listas dos websites nos quais gostaria de anunciar e armazená-las em um plano de mídia.
- Gerar estatísticas agregadas de websites para seu plano de mídia.

Como funciona:

Com o Ad Planner, você especifica critérios (como geografia, palavras-chave pesquisadas, informações demográficas e idioma) para criar uma lista de sites. Além disso, é possível analisar o tráfego, o alcance e outros dados importantes de cada site que ajudarão na tomada de decisões mais fundamentadas sobre o local em que você poderá anunciar. Para tornar sua pesquisa mais eficiente, o Ad Planner atualizará automaticamente a lista de sites sempre que você inserir, remover ou editar o critério de definição do público-alvo.

A idéia do Google é que com as informações obtidas através da ferramenta — que será gratuita — as agências e planejadores de mídia transfiram automaticamente os dados para um sistema de publicidade da companhia, como o DoubleClick, para veicular seus anúncios.


Encontramos um video-treinamento de 52 minutos explicando tudo sobre o Google Ad Planner.

Link da ferramenta

Link do video-treinamento


Desejamos sucesso a todos!
Equipe Acervo Publicitário



AJUDE-NOS Gostou deste post? Clique no botão e você estará contribuindo para continuarmos postando conteúdo criativo e relevante para formação de estudantes e profissionais da área da Comunicação.
Compartilhe:

Departamento de Mídia

Deixe seu comentário: